Choque de realidade no BDSM


choque de realidade, bdsm, dominacao, submissao, relacionamentos, diario, dominador, baunilha

Era uma vez um cachorrinho que vivia correndo atrás dos carros que passavam diante dele. Era só passar um, que ele disparava, correndo e latindo desesperadamente como se não houvesse amanhã... e nunca os alcançava.  Até que um dia, um deles parou... e ele também, uma vez que não sabia o que fazer com aquele carro. 

Choques de realidade são assim.  Empenhamos muita energia para atingir um determinado objetivo e quando chegamos lá, percebemos que as coisas não são do jeito que imaginávamos. 

De cara, a vertigem causada pela sensação do chão se abrindo abaixo de nós. Este estado de "sem chão" dura pouco, pois a queda, até a inevitável colisão com a realidade, é rápida.
Quanto maior a diferença entre o sonho e a realidade, maiores são os estragos e os efeitos colaterais, que podem ir desde a simples frustração até a depressão profunda. Sem falar nas pessoas mais frágeis, para quem os danos podem ser definitivos.
A todo momento, em algum grau, nós experimentamos choques de realidade, pois temos a tendência de supervalorizar objetivos. Esses choques podem ser bem pequenos, como a decepção com um filme muito esperado ou mesmo enormes, quando aquela pessoa com a qual escolhemos dividir a vida se revela bem diferente da imagem vendida inicialmente.

No BDSM esse choque ocorre de várias maneiras... 

A mais comum é a chegada de pessoas com uma visão excessivamente romantizada, adquirida em filmes e livros feitos normalmente por pessoas que não entendem do assunto. Assim, quando vêm para o BDSM, se deparam com a dura realidade de que não existem as tais criaturas perfeitas, quase míticas (ou do tipo "Grey"), que protagonizam essas histórias. 

Basicamente, esse efeito se dá pelo choque dos valores que funcionam bem no Mundo baunilha, mas não no BDSM. Além disso, a pessoa presume que todos os seus problemas serão resolvidos ao se atirar nesse novo universo. Mas como acontece em quase tudo que nos atiramos sem o mínimo preparo, falhar é quase um destino certo... Ou seja, diante de novos costumes e valores culturais, a falta de conhecimento sobre o território recém descoberto faz com que a pessoa leve um belo choque de realidade!

E quando se carrega alguns dos valores do Mundo Baunilha para o BDSM, dois tipos de problemas gerados por essa falta de preparo são os mais comuns: 
  • A pessoa encontra um parceiro já "climatizado" e não consegue lidar com coisas básicas, como a Irmandade de Coleira
  • A pessoa encontra um parceiro despreparado e com a visão deturpada, que pode decepcionar pela própria inexperiência ou por ser um completo "sem noção", que busca sexo fácil ou coisa bem pior.
Enfim, mesmo com todo o cuidado e preparo, que minimizam os riscos do indivíduo sofrer grandes choques de realidade (entre outros), não existe a certeza de que não vá se machucar. Afinal, nos relacionamos com pessoas... e decepções podem acontecer a qualquer momento, em qualquer tipo de relação. 

O melhor sempre é a minimização de riscos... Saber o máximo possível sobre o lugar que se deseja pisar é essencial, independente da direção que escolha seguir.


GLADIUS MAXIMUS

Imagem via: pixabay.com


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.