2.7.11

Responsabilidade de um Dom sobre a sua sub no BDSM


Na verdade, não é exatamente uma pergunta. Gostaria que falasse um pouco sobre como enxerga a responsabilidade de um Dom sobre sua sub. Thanks! 

Existem várias maneiras de se explicar uma relação BDSM, mas costumo vê-las da seguinte forma: Dominador/dominado e Possuidor/posse. No primeiro caso, a prática é o foco, sendo a mais indicada para a maioria.  No segundo, é necessário se percorrer um longo caminho, para se entender o que realmente significa possuir e ser possuído.

Por outro lado, a responsabilidade de um Dominante sobre o seu parceiro, seja este uma posse completa, play partner fixo ou até mesmo eventual, é basicamente a mesma.. total.

Na verdade, quando possuímos algo, seja lá o que for, precisamos ter consciência das necessidades que cada coisa tem para se manter em bom estado ao longo do tempo. Se isso é válido para objetos inanimados, é algo muito mais sério quando o objeto é um ser humano.

Nas relações do Universo BDSM sempre existe uma parte no comando e outra sendo controlada.  E a pessoa que está ali, amarrada, amordaçada e vendada, depositou sobre seu parceiro uma confiança tal que entregou a ele sua integridade física ou mesmo sua vida... Portanto, o Dominante nunca deve perder a perspectiva de que é um ser humano e merece todo o respeito.

É bom ter em mente também que uma das premissas mais elementares do BDSM é que nunca se deve danificar o brinquedo.

Seres humanos são brinquedos especiais. E o seu valor real é medido de forma diretamente  proporcional à sua entrega e confiança. Não os compramos... nós os conquistamos e já li em algum lugar que somos responsáveis por aquilo que conquistamos.

>>>>>>> Deixe seu comentário e compartilhe!

9 comentários:

  1. Perfeito o texto objetivo pena que muitos Dominadores nao agem assim ... Cuidado com a sus posse seu brinquedo o ser que entregou a alma o coracao e o corpo a ele .

    Serei ousada e espero que nao fique bra vo comigo Sr mas estarei postando seu texto ( com creditos e claro ao Sr) pois e perfeito para o texto que estou elaborando sobre a submissa vista pelos evangelicos e como esta tao ligado a submissao no BDSM

    ResponderExcluir
  2. Considera seres humanos de fato...brinquedos???
    No creo????
    Permita-me discordar...Se fosse discutir
    seria decerto uma calorosa discussão
    Entretanto...Possuímos nossos objetos de prazer, mas devemos nos lembrar que o coração humano é uma caixa de Pandora...Não ouse abrir
    Lilith

    ResponderExcluir
  3. Saint-Exupéry não é para qualquer dominador rsrs...

    Lilith

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Anônimo19.7.11

    “Tu és eternamente responsável por aquilo que cativas” - Saint Exupérie em O pequeno príncipe. Como as antigas misses, esse é meu livro de cabeceira.
    Esta responsabilidade concerne ao respeito que temos que ter por essa pessoa que cativamos. Ela merece toda a nossa atenção e carinho, independente se estamos cativados por ela ou não.

    Essa frase é adequada às relações em geral. Deveria ser aplicada a todas. Mas no BDSM ela se encaixa perfeitamente, já que a verdade é base da relação. Despimos nossa alma e nos entregamos completamente com toda nossa essência, deixando para nosso possuidor a responsabilidade de guiar nossas vidas. A ele cabe nos conduzir com seriedade, sem esquecer que somos pessoas com seus próprios valores, e não brinquedos, como muitos dizem (entendo o sentido, só não acho adequado).

    Aproveitando o tema do pequeno príncipe e falando um pouco sobre responsabilidade, não é só o dominador que tem a grande parcela de responsabilidade. Ele guia a vida do sub, mas este deve sempre honesto. A satisfação do dominador vem da resposta do sub para suas ações. Para tudo. Se o sub não fala a verdade, não é honesto com seus propósitos ou esconde seus sentimentos, medos e reações, o dominador se engana na relação. Aí, não adianta sub nenhum reclamar. Que o dominador fez isso, deixou de fazer aquilo, me usou e me largou... Lembrando que uma relação é sempre feita com mais de um elemento e ambos podem sem machucar ou decepcionar. A responsabilidade por aquilo que cativas é dos dois lados.

    ResponderExcluir
  5. Sr GM,

    Seu texto é oportuno e excelente.
    Eu mesma em minha ânsia BDSM fui muitas vezes ferida por confiar em pessoas que achava ser maduras para me ter como seu "brinquedo".

    Hoje, posso dizer que apesar das feridas e das marcas deixadas, sinto-me apta a prosseguir com uma relação com uma pessoa que me traduz segurança, confiança e vontade em prosseguir em BDSM.

    Muitos condenam, muitos absorvem. Mas poucos se julgam. Não analisam suas próprias performances não apenas dentro do meio, mas na condução e orientação de suas subs ou pretensas subs.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo3.12.11

    Sr Gladius
    Tenho um Dono (se posso dizer assim),ele sumiu não me da noticias a mais ou menos 20 dias.
    Como sou novata não sei o que esta acontecendo ,estavamos bem ate então,sempre me falava que ia me deixar como ele gosta.
    Não sei se isso é parte do treinamento,sou um pouco impaciente e impulsiva, o lado bom disso tudo é que estou aprendendo a ter paciencia pois continua a esperar como ele me mandou na ultima vez que nos falamos.
    Começei a ler seu blog para tentar achar respostas para o que esta acontecendo estou bem perdida,mas seu blog esta me ajudando bastante foi nele que percebi como estou sendo egoista de pensar somente em meus sentimentos.
    Me sinto abandonada, tenho um amigo Dom que foi com ele que tive minha primeira experiencia, que me falou que provavelmente estou sendo testada.
    Mas ja se passaram 20 dias e nada chego a pensar realmente que ele me abandonou,não sei o que fazer pois me sinto sendo dele ainda,amo meu Senhor mas não sei realmente o que fazer.
    Me desculpe pelo desabafo so estou precisando de ajuda e resolvi recorrer ao Sr pois me pareceu ser uma pessoa que sabe bem o que fala.
    Me perdoe se fui abusada em algum momento

    ResponderExcluir
  7. Anônimo30.3.12

    Aprecio muito seus comentários. São objetivos e diretos. Trata com respeito e desenvolve o raciocínio com cuidado. Gosto de tratar bem meus subs e mantenho o contato diario. Desenvolvo relações D/S e noto que mesmo os iniciantes se sentem seguros e são leais. Na hora do jogo, eles são meus "brinquedos" e sabem que cuidarei e irei preservá-los. Mais uma vez, parabéns!
    Lucy

    ResponderExcluir
  8. grupo no wat 984806836
    para iniciantes com debates textos e muita discussão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grupo no Whats divulgado Sarah... mas ajudaria muito informar o código de área.

      Excluir

Blog sobre relacionamentos, dominação, submissão, fetiches, sexualidade e estilo de vida BDSM. Dominador puro e natural, habitante do Universo BDSM 24/7, cara de mau, mão pesada, bem-humorado para poucos e como John Wayne... Feio, forte e formal.

>>> LEIA MAIS

CONSULTORIA

F.A.Q.

Diário de um Dominador: comece por aqui!

Criei este blog com o objetivo de compartilhar a minha jornada como Dominador e ajudar outras pessoas que estão em busca de autoco...

NOVIDADES

BATE-PAPO