Meu filho e eu

Como o seu filho lida com essa questão do BDSM ou o fato dele ser fruto de um Elo, etc?

Não lida.

Meu filho foi criado para ser um ser humano pensante, com plena capacidade de filosofar e de chegar às próprias conclusões.

Neste processo, fui “obrigado” a apoiá-lo em certas atitudes e decisões, ainda que discordasse delas, e quando acontece um desalinhamento de posições, deixo claro a minha discordância, demonstrando os pontos onde não comungo com as ideias dele.

Já o vi acertar e errar... mas faz parte do processo. Dói ver que ele vai dar com a cara num “poste” da vida onde já bati. Mas é necessário que ele “quebre a cara” com as suas próprias decisões e seja responsável por elas. Assim ele cresce... se preparando para aqueles momentos em que a vida lhe desafiará e eu não estarei por perto, para ser o porto.

O fato dele ser fruto de um Elo BDSM não fez ou faz qualquer diferença em sua criação ou personalidade, pois cresceu com um pai presente, que sempre buscou respostas para seus questionamentos... E as melhores perguntas, para fazê-lo pensar e afiar, como uma espada, sua inteligência.

Mostrei tudo para ele nos momentos em que o julgava preparado. Foi assim com as profissões, com as religiões e com a sexualidade.

Ele sabe o que eu sou. Aliás, era interessante observá-lo aos treze anos, encarando com normalidade, um lanche em casa junto com duas ou três posses nos servindo a mesa. Desde sua pré-adolescência, ele convive com o meu estilo de vida sem maiores problemas.

Às vezes, dizia aos amigos, que ele era meu “Dominadorzinho”, pois era e continua sendo, o que tenho de mais importante na vida.

Temos muitos assuntos em comum e somos muito próximos, mas nunca forcei nada, nem o obriguei a seguir qualquer um dos meus passos. No entanto, algumas coisas foram inevitáveis. Herdou muito de mim... tanto as partes boas, quanto as ruins. O que importa mesmo é que ele é um garoto bacana... uma boa pessoa.

Criei bem... mais que um filho... criei meu melhor amigo.


GLADIUS MAXIMUS



► Meu filho e eu





Meu filho e eu Meu filho e eu Reviewed by GLADIUS MAXIMUS on março 03, 2013 Rating: 5

14 comentários

  1. Anônimo4.3.13

    Nossa! lindo o texto..parabéns
    Sr.ª Santinha

    ResponderExcluir
  2. Em primeiro lugar eu estou tão feliz que vc esta de volta. Seja bem vindo, nós sentimos sua falta. Estava pensando no seu texto, acho que para as crianças as coisas são naturais, o que eles estão estão acostumados em casa, para eles é o natural, o normal.

    ResponderExcluir
  3. Primeiro relato do gênero que já li! Incrível!

    ResponderExcluir
  4. Muito bom mesmo... parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Identifico-me muito com a tua forma de pensar. PArabens.

    ResponderExcluir
  6. Identifico-me muito com com as ideias expostas no teu blog. Tambem andei e ando a procura de ser melhor,sendo honesto na minha relaçao.

    ResponderExcluir
  7. Anônimo18.5.13

    Brilhante Sua Colocação Senhor, Simplesmente genial !


    (A)*

    ResponderExcluir
  8. Parabéns por ter um filho assim e por ser um pai que não tem segredos com seu melhor amigo. Desde criança fui criada com toda a liberdade que meus pais puderam me dar, é claro que sempre houve muito respeito, mas eles me ensinaram tudo o que podiam... e muitas pessoas da família acham, até hoje, um pouco estranho todas as conversas que tivemos juntos e do tanto que eles aprenderam. Hoje em dia, a história quase se reverteu... de vez em quando, quando eles não sabem de algo, são eles que me perguntam agora rs; e eles sempre serão meus melhores amigos.

    ResponderExcluir
  9. Sunshine26.7.13

    Lindo, Senhor! Interessante ver sua maneira de falar...bem elegante, culta, inteligente! Exatamente o que se espera de um homem!

    ResponderExcluir
  10. Anônimo18.1.14

    Acredito fielmente no papel do pai e da mãe, mais do que o da amigo. Neste ponto, acredito na hierarquia e pra mim a amizade muitas vezes atrapalha.
    Se você conseguiu manter a hierarquia de forma harmoniosa, sem causar grandes problemas, meus parabéns.-sqn

    Custa a acreditar nisso, me desculpa.

    NS

    ResponderExcluir
  11. Anônimo9.5.14

    Quantos anos seu filho tem? Rs

    ResponderExcluir