ATENDIMENTO VIA SKYPE

5.7.10

Liturgia no BDSM - Qual é o peso da que pratico

O que o Senhor entende por "liturgia BDSM? Na SUA opinião qual é o peso da liturgia no BDSM que o Senhor pratica? Respeitos de myrah

Na minha visão, você pode dar a palavra liturgia dois sentidos. Ambos diferem um pouco do significado da palavra que encontramos em dicionários. Como já acontece com outras palavras, das quais o BDSM pega emprestado e modifica o seu significado normal, com a palavra liturgia acontece algo similar.


Um bom exemplo é a palavra Mentor, que no dicionário aparece como sinônimo de mestre, professor e catedrático. No BDSM Mentor é o indivíduo que ensina sem se envolver física e mentalmente com a outra parte. E ainda nessa linha, Mestre é o indivíduo que faz o mesmo que o Mentor só que com interação física, mas sem o envolvimento de Dominação/submissão. Então, os significados das palavras vão variar conforme o contexto geral do universo onde são aplicadas.

Um dos sentidos palavra liturgia dá um sentido mais genérico e globalizante aonde vai se entender liturgia como o algo de ritual que organiza e fundamenta o Universo BDSM como um todo, o diferenciando da área dos fetiches, que é a camada que separa o mundo baunilha do BDSM. O outro é onde o significado se aproxima do dicionário e coloca a liturgia como uma seqüência organizada de posturas e atitudes que descrevem de forma clara um estilo pessoal, fazendo assim com que seja seguido de maneira clara por outras pessoas que queiram seguir essa determinada linha.

Tanto quando usado de modo genérico quanto de forma específica, liturgia é a ordem sobre o caos. Então podemos falar em liturgia BDSM como um todo, significando o fato fundamental de que esse universo só existe com ordem, ritual, lógica, verdade, sanidade, segurança, consensualidade e algo que eu sempre acrescentei, bom senso.

Entre o Mundo baunilha e o Universo BDSM existe uma camada intermediária, a dos Fetiches. É uma camada turbulenta e caótica, pois vários valores e conceitos baunilha e BDSM, colidem provocando os mais variados tipos de distorções. Uma dos maiores problemas no BDSM é a insistência de pessoas da camada dos Fetiches em entrar no BDSM trazendo consigo essas distorções.

O que faz a diferença é principalmente a ordem que o Universo BDSM impõe ao caos dos fetiches. E essa ordem, se manifesta no formato do ritualismo e na necessidade de se registrar isso com a liturgia.

Quanto ao peso da minha liturgia myrah, fica complicado de responder, pois como vivo a minha vida de Dominador 24/7 e tenho o BDSM como algo absolutamente essencial, não podendo dimensionar peso ou importância a minha liturgia de forma fácil. Como BDSM é a minha vida, o BDSM é como o ar que eu respiro ou a água que bebo. É algo que alimenta a minha natureza, me nutre e sustenta. Me faz viver pleno e completo. Numa forma clara e cristalina que apenas outros do BDSM enxergam. E eu apenas vivo isso. Simples assim.


>>>>>>> Deixe seu comentário e compartilhe!

0 comentários:

Postar um comentário

Blog sobre Dominação, submissão, comportamento, relacionamentos, sexualidade e estilo de vida BDSM.

*** Dominador puro e natural, habitante do Universo BDSM 24/7, cara de mau, mão pesada, bem-humorado para poucos e como John Wayne... Feio, forte e formal.

*** Quando falo de Dominadores, submissas e relações... vale para todos os gêneros e combinações. O que importa em uma relação BDSM é a posição hierárquica da parte (dominante ou submissa).

F.A.Q.

Diário de um Dominador: comece por aqui!

Criei este blog com o objetivo de compartilhar a minha jornada como Dominador e ajudar outras pessoas que estão em busca de autoco...

YOUTUBE