CURSOS & CONSULTORIA

Todo o meu conhecimento sobre relacionamentos, BDSM e sexualidade é baseado na minha jornada pessoal. Portanto, ele é totalmente empírico! Feito de inúmeros erros e acertos, ou melhor, de escolhas. 

Não sou terapeuta sexual ou de casais, mas acredito que meus conhecimentos e experiências possam ajudar outras pessoas a serem mais felizes com sua sexualidade e relacionamentos. 

Não estou aqui para lhe dar o mapa do tesouro da vida a dois ou um manual básico de como ser feliz com seu parceiro (a), realizando mil e uma loucuras na cama. Quero te fazer pensar ou como adoro dizer, pular! Para que você encontre a SUA medida de prazer e viva a SUA natureza, seja ela qual for, em plenitude e sem culpas. 

O primeiro passo nessa jornada pessoal é descobrir “quem você é” quando ninguém está observando. Quando você tira todas aquelas máscaras que aprendeu a usar desde que entrou na vida adulta, para que fosse reconhecido como “normal”. Ou seja, um modelo de comportamento que interfere no modo como você encara e vive seus relacionamentos e sexualidade. 

E se você se sente assim, perdido ou preso em uma teia que lhe impede de viver seus mais profundos desejos, tenha certeza, você não é o único ou única. Eu já passei por isso e muitas outras pessoas que conheci e ajudei ao longo da minha estrada também.


ATENDIMENTO INDIVIDUAL (OU PARA CASAIS) VIA SKYPE

Se deseja bater um papo comigo sobre suas dúvidas e desafios nessa jornada, a única coisa que posso lhe garantir é que teremos uma boa conversa. E pode ser que você ouça não o que quer, mas o que precisa ouvir. Portanto, é por sua conta e risco os possíveis “efeitos colaterais” em sua vida e relacionamentos.  

Se por outro lado, você é alguém que já sabe para onde quer ir, mas não tem ideia de como trazer o mundo dos fetiches para o seu dia a dia, eu também posso lhe ajudar nesse processo, com dicas e técnicas para alavancar o seu prazer e do seu parceiro (a).


*** A consultoria ou cursos personalizados são exclusivos para maiores de 18 anos.


CURSOS PARA GRUPOS

Se você deseja organizar um curso para um grupo fechado (inclusive fora do eixo Santos/São Paulo), entre em contato pelo e-mail gladiusatendimento@gmail.com ou via WhatsApp (13 9.9660.0300), para conversarmos sobre datas, temas e valores. 


VALORES 

Após realizar o pagamento, envie uma mensagem por e-mail ou WhatsApp, para combinarmos o horário de atendimento. 

  1. Atendimento Individual - 1h/aula - R$ 100,00

  2. Atendimento Casal - 1h/aula - R$ 150,00

  3. Pacote Individual - 4h/aula - R$ 320,00

  4. Pacote Casal - 4h/aula - R$ 480,00

19 comentários:

  1. Anônimo6.6.17

    Eu sou iniciante nesse meio, na verdade nunca tive experiências anteriormente, e conheci um homem que é submisso e quer ser o meu escravo. Ele me diz o que eu devo fazer, como eu devo humilhar ele e maltratar, mas como não estou acostumado com isso, não sei bem como agir. Mas a situação me excita, e eu quero poder fazer isso.
    Estou em um casamento baunilha, além disso. Pode me ajudar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu caso é complexo e deve ser avaliado em profundidade. O que recomendo é que leia estes posts abaixo e tudo mais que conseguir ter acesso:

      http://www.gladiusbdsm.com/2011/02/relacoes-bdsm-fabricando-o-parceiro.html

      http://www.gladiusbdsm.com/2016/12/parceiros-mostrei-mundo-BDSM.html

      Para o caso de ter pressa, existe a opção do meu serviço de consultoria sobre o qual você se informa no texto desta página.

      Se quiser mais informações, pode se comunicar comigo através do Email do Blog.

      Excluir
  2. Boa noite senhor,gostaria que me ajudasse em uma questão complicada,polo menos para mim é eu acabei nutrido sentimentos pelo meu Dom e contei para ele só que ele sumiu,não da notícias depois disso, o que eu devo fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá menina... primeiramente gostaria que perdoasse pela demora na resposta, pois estou atravessando uma fase de grandes mudanças na minha vida, mudanças estas que se referem a minha total imersão no Universo BDSM.

      Um dos efeitos colaterais ruins disso é que fui obrigado d deixar algumas coisas de lado, como os comentários aqui do Blog que se acumularam em mais de 100.

      Essa é uma situação realmente crítica... tanto que já abordei esse assunto no post abaixo... espero que ajude.

      O MEU DONO SUMIU

      www.gladiusbdsm.com/2012/03/gladius-bdsm-resposta-uma-novata.html

      Excluir
  3. Anônimo31.8.17

    Olá Bom Dia

    Eu sou iniciante neste meio, Estou sempre em busca informações. Recentemente me envolvi com um praticante que afirma ser brat e ele quer manter um relacionamento comigo. A ideia me excita mas tenho dificuldades de encontrar informações sobre. Seu que o parceiro do brat é o Tamer mas me sinto um pouco perdida ainda a respeito. Você tem algum material a respeito? Tem alguma dica que poderia me dar sobre?
    Se pudesse me ajudar seria imensamente grata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua pergunta foi anotada e em algum momento poderá ser respondida pelo meu canal do www.youtube.com/diariodeumdominador ou em algum texto aqui do blog...

      obrigado pela colaboração.

      Excluir
  4. Anônimo10.9.17

    Olá!acabei de conhecer seu blog sempre quis ser submissa, mas difícil encontrar um dominante. Sempre quis ser totalmente submissa isso me excita muito, conheci um cara e tudo caminhava para um relacionamento submisso, já que ele gostava de dominar faço tudo o que ele manda e me sinto extremamente excitada obedecendo ele, porém ele não está cumprindo o papel de dominante como havíamos combinado. Estou decepcionada e a procura de um dono.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo23.12.17

    Olá eu realmente n tenho como pagar estas aulas mas gostaria muito de entender algumas coisas na minha relação, eu sou dominador na relação e ela minha submissa, mas temos o seguinte problema, aparentemente eu n sou o dominador o suficiente ou passo a impressão as vezes de que quem domina é ela e n sei como alcançar este nivel que ela deseja. Compreendendo que não somos muito extremos dentro da BDSM mas fazemos muitas coisas que nos agrada, oq realmente n entendo ainda é onde devo chegar para satisfazela e como, e portanto gostaria de ajuda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para ser um Dominador BDSM se faz necessário ter isso na sua genética, pois sem isso, não acontece.

      Mas isso também não é garantia, pois a estrada do Dominador é longa, tortuosa, cheia de obstáculos... e não tem fim.

      E a maioria dos que tem o potencial genético, não tem a devida construção psicológica (e muito menos ainda, a disposição) para buscar o nível de evolução e sofisticação necessários para ser um Dominador BDSM.

      Uma boa notícia é que não existe a menor necessidade de se percorrer o caminho do Dominador para quem quer apenas viver tudo isso na própria alcova.

      E no seu caso específico, o problema pode ser apenas o da insegurança causada pela falta de informação.

      O que é importante para se focar é que você já tem uma pessoa submissa que se predispõe a servi-lo... logo, você deve ter valor suficiente para isso.

      Quanto a questão de alcançar o nível que ela deseja, já é algo do âmbito interno da relação...algo que tem que resolver com ela.

      Então, você está com a faca e o queijo na mão... é sua a decisão de percorrer ou não o caminho do Dominante.

      Excluir
  6. gostaria de saber sobre o skat ou sexo sujo ou até mesmo sobre as chuvas... todo dominador ou dominadora tem que necessariamente praticar tais fetiches?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Skat é um universo independente do BDSM e que faz fronteira com ele quando se pega emprestado alguma das suas inúmeras práticas.

      Não existe sequer uma técnica ou procedimento, seja lá de que universo ela proceda, que um Dominante seja obrigado a praticar.

      O que define o Dominante é apenas o seu comportamento de Dominante e o que define uma relação BDSM é a existência de hierarquia real no momento da interação.

      O que vai acontecer dentro da relação Dominador/dominado ou Possuidor/posse, vai variar de caso para caso e quem escolhe como vai exercer o poder que lhe foi dado é o Dominante, obviamente dentro dos limites do S.S.C. (Sanidade, Segurança e Consensualidade).

      Anotei a sua pergunta e as chances são muito boas dela ser respondida no meu programa papo com Gladius que rola pela rádio web www.agitaplaneta.com nas quartas-feiras das 20:00 às 21:00 e depois ir para o meu canal www.youtube.com/diariodeumdominador



      Excluir
  7. Anônimo15.1.18

    Sou um mulher, sempre tive relacionamentos baunilha e sempre senti falta nos meus relacionamentos de algo mais entre quatro paredes. Sempre tive uma mente fértil nesse quesito, e ninguém me acompanhava. Conheci um homem, começamos a namorar e falando em fantasias disse que gostaria de ser meu submisso, não entendi na hora a extensão dessa palavra, pensei no básico, algemas e brincadeiras com "roupa preta". Ele começou a mandar textos e sites e pediu para eu pesquisar. Confesso que o que li num primeiro momento me deixou sem ação, coisas que nem sabia que existiam, mas me deixou excitada, gostei demais de tudo e comecei a cogitar em ser uma rainha, como ele me chama e ele meu escravo. Nosso relacionamento seria baunilha para todos e entre nós, domme e sub. Gladius, é possível isso? Ter um relacionamento baunilha e BDSM, com a mesma pessoa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é apenas possível, como é assim mesmo que as coisas normalmente acontecem. E pela sua descrição, tudo está acontecendo par você dentro da mais absoluta normalidade.

      Isso de uma pessoa apresentar o BDSM para o seu parceiro é, da mesma forma que a informação da existência desse universo que vem pelos filmes e livros, uma das maneiras dar a escolha para esse parceiro de fazer parte dele ou não.

      O fato é que não dá para forçar uma pessoa a fazer o que não quer, logo, o que resta é expor as suas necessidade e informar das possibilidades que os novos horizontes venham a trazer... e a escolha é dela.

      Para submissos a coisa é um pouco mais simples do que para Dominantes, pois para estes, não é apenas uma questão de aprender práticas e procedimentos. A coisa vai muito mais longe... Dominantes tem que estar num constante estado de aprendizado e auto superação para se manterem merecedores da subserviência de quem se propõe a nos servir.

      E no fim, como tudo é uma grande coisa só, fica aqui a dica de que se achar que existe como viver uma relação baunilha e BDSM simultaneamente é apenas uma ilusão.

      Mesmo que os parceiros sejam casadinhos na no civil e no religioso... mesmo que tenham filhos... mesmo que tenham uma vida juntos... o que vale é a dinâmica interna da relação.

      O que define se ela é BDSM ou baunilha é a existência ou não de hierarquia.

      Se a hierarquia interna é constante, independente do que é visto pelas pessoas em torno da relação, ela é uma relação BDSM.

      Se a hierarquia constante se perder em algum momento, a relação deixa de ser BDSM e passa ser baunilha.

      Se a hierarquia ocorre em momentos pontuais, especialmente na cama, a relação é de fetiche ou baunilha apimentado.

      Então, o que é possível é um casal (seja lá de que tipo for) possa viver o BDSM como, além de forma de relação afetiva viável, também como estilo de vida.

      Anotei a sua pergunta e as chances são muito boas dela ser respondida no meu programa papo com Gladius que rola pela rádio web www.agitaplaneta.com nas quartas-feiras das 20:00 às 21:00 e depois ir para o meu canal www.youtube.com/diariodeumdominador

      Excluir
  8. Anônimo9.2.18

    Boa tarde. Sou iniciante nesse assunto, tenho um relacionamento com um sub, ele quer que eu aprenda a dominar (Eu gosto), mas não sei como colocar em prática, me sinto meio perdida, acho tbm que pode ser por insegurança . Vc tem algum material ou curso a distância que possa me auxiliar nesse começo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde

      Aqui é a parte do Blog onde divulgo o meus serviços, incluindo os cursos que podem ser presenciais ou a distância.

      O começo no BDSM nunca é fácil... mais difícil ainda para quem que se aventurar pelo caminho do Dominante.

      E é justamente para quem pretende ser um Dominante n BDSM que a ajuda externa pode acelerar um pouco um processo de desenvolvimento que é para a vida inteira.

      Para mais detalhes, envie um Email para:

      diariodeumdominador@gmail.com

      Estou sempre por perto.

      Excluir
  9. Olá, tenho um profundo desejo de me tornar uma boa escrava submissa, gostaria de ajuda para superar meus limites e me entregar totalmente a esse meio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá

      Entre em contato pelo Email diariodeumdominador@gmail.com especificando exatamente que tipo de ajuda acha que precisa para superar os seus limites.

      A informação que disponibilizo nos cursos que ministro em geral colaboram com a evolução de quem pretende entrar no Universo BDSM, mas para que essa ajuda seja eficiente se faz necessário uma análise de cada caso profundamente.

      Leia mais sobre os cursos no topo desta página e se tiver alguma dúvida, pode enviá-la pelo Email de comunicação do Blog.

      Excluir
  10. Anônimo15.5.18

    Olá,me chamo Charlott e sou Domme.Descobri que sou assim depois de estudar muito sobre isso e de me estudar também.tenho alguns anos de estrada ,mas ainda aprendendo.
    Conheci um homem muito interessante e profundo porém que não conhece muito sobre meu mundo. Ele parece difícil de convencer,mas gostaria de tentar.
    Como posso começar explicar pra ele sobre tudo ?
    E o mais importante ,tem alguma dica pra que eu consiga fazer com que ele tope ser meu submisso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente, isso de se fabricar um parceiro no BDSM é algo complicado... aliás, isso de arrumar bons parceiros já é algo complicado por natureza.

      Dominantes então... mais complicado ainda, pois não se forma um Dominador de outra maneira que não ele mesmo querendo isso e percorrendo o caminho para isso que é longo e difícil.

      O que resta é apresentar esse universo, também falando das suas necessidades e... torcer para que ele seja aquilo que você espera dele.

      Já escrevi alguns textos sobre isso no Blog que te passo abaixo para que leia e chegue às suas próprias conclusões.

      RELAÇÕES BDSM - FABRICANDO O PARCEIRO

      FABRICANDO PARCEIROS: MOSTREI O BDSM... E AGORA?

      INICIANTES É POSSÍVEL TRANSFORMAR MEU MARIDO EM DOM?

      CHOQUE DE REALIDADE NO BDSM

      RELACIONAMENTOS CHOQUE DE REALIDADE II: QUANDO O PARCEIRO SUPERA NOSSAS EXPECTATIVAS

      Agora, no que tange a ajuda, posso te recomendar os meus serviços de cursos e consultoria, para os quais você se informa no link abaixo, onde atendo de forma individual ou casal:

      CURSOS & CONSULTORIA

      No mais estou por perto para qualquer dúvida.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.