Quanta voz uma posse tem?


Este assunto faz parte daqueles que nem deveriam ser comentados por se tratar de algo fundamental e o fundamento está em que é a parte que Domina que define as regras e também toda a dinâmica da relação BDSM.

Afinal de contas, se é a parte que Domina, a lógica é que desse controle se alimente a parte que se submete.

Partindo desta premissa a resposta fica fácil. A parte que se submete poderá falar o quanto o seu proprietário definir que possa e deverá falar tudo o que precise no que tange aos aspectos do S.S.C. (Sanidade, Segurança e Consensualidade), incluído nisso o seu direito inalienável de proferir a Safeword e também de decretar o fim da relação a partir do corte do poder que a parte que Domina tem sobre si.

Independente do quanto o Dominante permita que sua posse se manifeste, cabe a ele a "última palavra", alinhado ou não a posição de quem se submete.

Às duas partes podem independente de qualquer outra coisa, dar fim a relação em caso de desalinhamento intolerável.

Pessoalmente gosto de dobrar mulheres fortes, inteligentes cultas e poderosas. Faço questão que minhas posses tenham opinião.

Gosto da dobra completa, incluindo a dobra intelectual.

Não levar em consideração o que uma mulher inteligente e culta tem a dizer, é minar a relação na sua base hierárquica. Que tipo de respeito hierárquico deveria, uma fêmea poderosa ao Dominante que teimasse em fazer algo errado depois de ser avisado por ela?

Foram incontáveis as vezes que mudei de direção a partir da opinião de uma posse e não vejo problema algum em me curvar diante do bom senso. 

Se o Dominante insiste em uma posição contrária ao pensamento das pessoas que o servem, de uma forma ou de outra, arcarão com as consequências.

Agora cá entre nós acho, além de um enorme desperdício, algo meio idiota ter posses e não fazer uso de todo o seu potencial servil.  Abrir mão da inteligência de alguém que me serve não é algo inteligente.

GLADIUS MAXIMUS


4 comentários:

  1. Anônimo8.7.16

    Boa Tarde Mestre, como sempre , Perfeito👏👏👏👏 , não é à toa que tenho tanto orgulho de meu Mestre.
    Sua Aluna;)

    ResponderExcluir
  2. Anônimo10.7.16

    Sou leiga em relação as doutrinas BDSM, mas ter conhecimento de que um D que vive, efetivamente BDSM é coerente o bastante para ouvir sua s e levar em consideração suas ideias e pontos de vista é bastante interessante.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo post. Tem muito tempo que não leio as suas postagens.

    ResponderExcluir
  4. Ótimo texto!! Parabéns senhor!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.