Aproximação: meus problemas nos relacionamentos BDSM

relacionamentos bdsm, dominador, problemas, pessoas, aproximação


Senhor, o acompanho há bastante tempo, e sempre me questionei sobre o fato do Senhor ter problemas com relacionamentos, e com a proximidade das pessoas. Como explica isso? É algum trauma, fobia? Ou apenas insegurança?

Não é trauma e muito menos insegurança... aliás, imaginando aqui como seria um Dominador com problemas de insegurança (um Christian Grey talvez...).

A resposta é bem simples e se refere a um problema que assola a humanidade desde sempre: a dificuldade na escolha de com "quem" vamos nos relacionar.

Somando isso ao fato de que este mundo está cheio de gente vazia e que os meus relacionamentos afetivos se concentram em uma área bem específica de um grande todo, a questão dos problemas se limita à um caso simples de "oferta e procura".

Existem poucas pessoas que reúnam qualidade mínima com alinhamento afetivo para me alimentar.

Ainda tem o fato de que estou ficando mais seletivo (e ranzinza) com a idade... aí a coisa vai se complicando.

Mas poderia ser pior. No lugar do "poucas pessoas" poderia ser um "nenhuma pessoa". 

A parte boa que volta e meia aparecem na minha vida algumas pessoas com potencial suficiente para que eu permita aproximação e dentre estas, desponta uma jóia que me faz manter a esperança no ser humano.

Mas no fim vale o dito popular: "antes só do que mal acompanhado".


GLADIUS MAXIMUS

7 comentários:

  1. Infelizmente, o mundo está lotado por pessoas desinteressantes.
    Independente da "área".
    Mas, de vez em quando, até podemos nos surpreender...

    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E estas surpresas, a maioria delas em encontros fortuitos, é o que faz tudo valar a pena.

      Excluir
  2. É normal um DOM sentir prazer a distância, Como um voyer! e ser completamente fissurado pela SM?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que tendo grande parte do cérebro consumido pelo processamento de imagens, ou seja, dedicado ao sentido da visão, que seria um desperdício e tanto não saber apreciar os prazeres advindos deste canal de entrada de informação.

      Acho normal que uma pessoa mais sofisticada, seja também um pouco voyeur.

      Na questão da distância, a comunicação por áudio e vídeo serviu para aproximar pessoas que estão distantes. Então, se existe um elo entre estas pessoas e uma predisposição a compartilhar bons momentos de troca de prazer visual, acho normal e até saudável esse tipo de interação aconteça.

      Que fique claro que falo de interação virtual e não de relação virtual.

      Excluir
  3. Iarin27.7.16

    sinto-me privilegiada por ter aproximação e amizade tão fraterna, sempre recebida em tamanha consideração em sua casa, embora agora um pouco distante, mas sempre perto do coração! beijo grande tio Max ;)

    com todo respeito , Iarin.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iarim... você faz parte das pessoas que me fazem bem só por que existem na minha vida. Um beijo não tão respeitoso assim. :)

      Excluir
  4. O dia da caça

    Tratando-se de um ser notívago e curioso por natureza, ela se lembrou que seu novo objeto de curiosidade estava ali, a uns cliques de seu alcance, não resistiu e foi matar sua sede de saber. Neste momento, se deu conta que muitas coisas que lhe tinha perguntado já estavam respondidas, já havia sido objeto de curiosidade de outras pessoas, e como ela havia lhe dito a umas horas atrás,  entendia o que levava aquelas pessoas como se o que ele tinha a dizer fosse um enorme imã...
    Ela leu novamente por horas, sem se dar conta, e absorvia cada letra q passeavam entre suas lentes e seus olhos.
    As vezes se pegava pensando o quanto aquilo era próximo ou distante da sua realidade e como era tudo tão coerente, se entrelaçavam de uma forma perfeita, sempre bem conclusivo, por vários prismas...
    Ela que sempre teve inclinações a vícios,  e sempre luta contra eles, se pegava ali em um novo e grande desafio...


    Obrigada por ter descoberto que existe! Tem sido horas fabulosas.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.