Opinião e contato com o autor

Tenho pensado muito nesse mundo BDSM. Me arrisquei a contatar alguém que dizia que me treinaria. Mas não me sinto guiada. Me sinto só e com falta de meu dono. Seu olhar me encucou... suas palavras mexeram comigo. Como posso falar mais com o Senhor?

Pensar é bom. Se você pretende circular pelo Universo BDSM ler e aprender sobre o assunto é uma atitude sensata. 

É sempre bom você manter o foco no bom senso. Da mesma maneira que uma pessoa deve escolher bem a própria faculdade ou a escola onde vai confiar a educação dos seus filhos, é coerente que se repita essa atitude na escolha de quem vai te guiar na transição entre os Universos.


Você colocar que se arriscou demonstra que não estava bem certa em relação ao seu “professor” BDSM e o fato de não se sentir guiada pode ter acontecido, em outros motivos, por ser o sujeito um farsante. Pode ser também que não tenha existido de fato um elo BDSM entre vocês ou, quem sabe, você não esteja pronta para transitar por este novo universo. 

Já falaram muitas coisas em relação ao meu olhar, que é uma marca registrada. Olho assim sempre que estou concentrado em um alvo... sempre que o GLADIUS vem à tona. Mas acredite... não sabia que esse olhar era capaz de encucar alguém.

O fato das minhas palavras mexerem com você é apenas uma mostra de que estou sendo bem sucedido na minha intenção, que é a de provocar, fazer com que as pessoas pensem e cheguem às suas próprias conclusões. Mas acredite, as minhas palavras foram apenas as ferramentas e o que mexeu de fato com você foi o horizonte de possibilidades que elas abriram.

Falar comigo é algo relativamente simples. Existem vários meios disponíveis para isso, desde a área de comentários e formulário de contato no blog, até os recursos de comunicação disponíveis nas redes sociais que participo.

Assim, se aproximar de mim é algo relativamente fácil... já ficar por perto...


2 comentários:

  1. risos "já ficar por perto...." sugestivo e interessante, o Sr escreve muito bem, estou sinceramente admirada com seu estilo único, e não me aguento nos elogios, mais uma vez meus respeitos ao SR

    ResponderExcluir
  2. Com relação ao post, a submissa deve ter cautela na escolha do dom. Realmente é uma longa busca porque dom,tem muitos por aí mas o problema é a compatibilidade nas práticas. E, amiga, não faço ideia quando conheceu o BDSM, mas uma uma coisa te digo por experiência: o meio está infestado de dons farsantes ou falsos dons.E não sei o que acontece eles agora que estão com essa prática, que nem sei se pode se chamar de prática, de sumirem do nada rs. Eu já busco dons sérios a bastante tempo até que já encontrei uns dois ,que me pareceram interessantes mas não chegamos a lugar nenhum. Lembrando que D/s, não é como no mundo baunilha, em que conhecemos o parceiro e ficamos naquela do tipo "se rolar, rolou". Se realmente quer ser posse, ter um dono de verdade, o primeiro passo é ter paciência e prudência. Desde já boa sorte e busque muitas informações.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.